• White Facebook Icon
  • White Instagram Icon
  • White Twitter Icon
  • White YouTube Icon

Viajar sozinha?!

30.04.2017

Antes de escrever sobre o próximo destino, quero abordar outros assuntos. Quando estava programando a viagem ou até mesmo durante os dias que passei viajando, ouvi de algumas pessoas as seguintes frases: “Você vai viajar sozinha?? Que doida!! Eu não teria coragem!! Queria ser corajosa assim!!” Bem, como eu contei lá no 1° post sobre essa viagem, essa é a primeira vez que viajo sozinha, sozinha, sozinha e também é a primeira vez de várias outras coisas, como ficar em hostel (com quarto compartilhado e misto, e em Amsterdam!). Primeira vez também que vou estudar fora, dividir casa com outros estudantes... Enfim, acho que essa postagem vai servir para você que tem vontade de viajar, não tem companhia e tem medo de ir sozinho (a), principalmente se for mulher! Mas vou dizer uma coisa: PODE IR!!! E vai com tudo, vai sem medo e aproveita!! É uma baita experiência!! Claaaro que tem que tomar cuidado, mas isso você tem que fazer viajando sozinho (a), com 2 ou 600 pessoas. Enfimm, minha experiência foi incrível e vou compartilhar com vocês algumas coisinhas desse meu período na Holanda.

 

 A primeira foto no aeroporto em Florianópolis... Cheia de expectativa!!

 E a primeira foto em Amsterdam!! Na frente do aeroporto de Schiphol

 

Hostel Stayokay Vondelpark

 

A parte de Londres, curso de inglês e moradia, eu fiz pela Egali Intercâmbio, mas eu optei por vir uma semana antes e ficar em Amsterdam, principalmente por causa do Keukenhof (o parque das tulipas) e aí, essa parte, eu fiz por conta.

 

Na hora de decidir onde ficar, até pensei em escolher um hotel mesmo, por ser mais “seguro”, mas desde o início eu estava com a ideia na cabeça de ficar em um hostel mesmo, para ter contato com outras pessoas, interagir, fazer amizades. E aí, pessoal, eu pesquisei muuuuito! Muito mesmo. Muitos dias olhando as opções, lendo os comentários em sites como o Booking e o TripAdvisor e acabei encontrando o Stayokay Vondelpark que me chamou atenção pelos comentários positivos, poucas reclamações, além da ótima localização (na frente do Vondelpark, um dos parques mais bonitos de Amsterdam) e também por perceber que eles eram muito preocupados com os comentários, sempre tinha uma resposta deles agradecendo a hospedagem ou tentando achar uma solução para uma ou outra reclamação. Enfim, isso me fez perceber que eles estavam preocupados em atender bem e também estavam dispostos a melhorar quando tinha algum ponto negativo. Ah, e o melhor de tudo é que dava para reservar e pagar apenas no check-in. Achei bem bom e resolvi apostar nesse. Fiz pelo Booking e deu super certo. Meu dormitório era misto, com 18 beliches e a rotatividade de pessoas é muito grande, ainda mais por ter sido em uma semana com feriados. Eu conheci algumas pessoas, mas claro que não dava para fazer amizades sinceras e duradouras ali naquela situação rs.

 

Tenho que confessar que fiquei meio apreensiva quando entrei no quarto, tipo, minha mala “grande” não coube no armário que dava para trancar com cadeado. Teria que deixar a mala em cima da cama e, mesmo com senha na mala, fiquei com um medinho de sumirem com minha mala de lá. Mas no segundo dia eu já estava saindo e deixando até o celular sozinho no quarto carregando hehe. Por falar em carregar celular, esse foi um dos pontos que eu tinha lido algumas reclamações, que é a ausência de tomadas próximas das camas. E não tem mesmo. As tomadas ficam em cantos do quarto, e aí você tem que deixar o celular, bateria, computador, etc, carregando ali, geralmente durante a noite mesmo. Mas é bem de boa, não é um problema. E você também pode usar as tomadas das áreas comuns, como no lobby, que tem sofás, mesas, tem um espaço bem amplo. Por ali também tem o bar/restaurante com opções de drinks, lanches e até chocolatinho quente (sim, eu tomei chocolate quente, no bar, a noite rs). O Stayokay também oferece café da manhã. Na minha reserva, o café estava incluso, mas se tiver que pagar, custa 6,50 euros, se eu não me engano.

 

 Meu cafezinho da manhã com o Vondelpark de vista

 

 Tem um bom espaço até para trabalhar!! 

 

Ah, talvez eu poderia reclamar do elevador/escada. Eu fiquei no 4º andar e só tem elevador até o 3º e, além disso, em um período da manhã, o elevador fica disponível só para o staff da cozinha, ou seja, quando eu fui embora, no sábado, pela manhã, quase morri para descer  quatro andares de escada com toda a minha bagagem. Tá certo que eu estava um pouco “fora do padrão” de quem geralmente fica em hostel, que não leva bagagem tão pesada quanto a minha, normalmente é um mochilão, mas enfim, se tivesse que reclamar, seria só disso. No mais, foi perfeito. Me senti segura, não teve bagunça da galera do quarto durante os dias que fiquei, muito pelo contrário, dava 9, 10 horas da noite, muitos já estavam dormindo (juuro!!) e as luzes apagadas. Os que voltavam mais tarde para quarto, também eram comportados e respeitavam o silêncio. Então, se puder, recomendo o Stayokay Vondelpark pro cês!!

 

Facebook do Stayokay : Stayokay 

Site: Stayokay

 

 Stayokay Vondelpark (peguei essa foto do site)

 

E para andar sozinho (a) em Amsterdam, é seguro?

 

Olha, vou dizer que eu não saí muito durante a noite, meus passeios eram mais durante o dia, mas teve algumas ocasiões que voltei mais tarde para o hostel, como no dia que fui para Bruges, e andei por lá a noite sim, voltava caminhando por um bom pedaço, cerca de 30, 40 minutos e sempre foi muito tranquilo (só tem que tomar cuidado para não ser atropelado (a) por uma bicicleta rs).

 

E as fotos? Como fazzzzzzzzz???

 

Ah, por favor, a gente sempre dá um jeitinho, vai... Ainda mais em cidades turísticas, tem sempre muita gente na mesma situação que você. Normalmente eu me oferecia para tirar fotos de pessoas sozinhas, de casais ou mesmo da galera que estava em grupo ou famílias. E aí depois, se eu também quisesse uma fotinho ali naquele ponto, já aproveitava... rs. Eu fiz várias amizades instantâneas assim, principalmente com outras mocinhas indefesas viajando sozinhas. Eu sempre ajudava a fazer uma foto legal. Ah, os japoneses e chineses AMAMMMMM tirar (e sabem) fotos, pode pedir pra eles, sem medo de ser feliz!! E também dá para tirar fotos sozinho (a) mesmo né, mores? Um timerzinho no celular, um pau de selfie maroto, um tripézinho bacaninha, resolve muuuitas coisas. Sem fotos você não vai ficar! É só observar as minhas rs.

 

Vantagens de viajar sozinho (a), tem? Tem sim!

 

Posso dizer que a melhor vantagem é poder decidir “seus horários”, “seus roteiros”, “suas vontades”, tipo, se você quiser ficar 3 horas sentada num parque, se quiser comer só uma vez por dia (pra mim, impossível haha), se quiser acordar super cedo ou super tarde, enfim, TUDO você que decide, de acordo com a SUA vontade. Claro que tem companhias MARAVILHOSAS, que são parceiras para tudo, mas tem outras pessoas mais chatinhas que reclamam de andar muito, reclamam de não comer “no horário certo”, de acordar cedo, e blá blá blá.

 

Faz falta alguém para conversar? Faz! Com certeza faz! Mas, eu tive boa cia também de longe, através do celular. Fiz amizades “instantâneas”, “conversei” com os bichinhos que encontrava pela rua, com as flores... É, não me senti sozinha, não. Até porque estou bem acostumada com isso.

 

 Os novos amiguinhos caninos <3

 

Enfim, essa semana em Amsterdam (e proximidades) foi show de bola! Só coisas boas para falar e compartilhar. E se você estiver com vontade de fazer o mesmo ou se quiser perguntar alguma coisa, ficarei feliz em ajudar. Pode comentar aqui ou mandar e-mail no si.malagoli5@gmail.com

 

Beijos e até o próximo destino: Londres!

 

Simone Malagoli

 

 

Share on Facebook
Share on Twitter
Please reload

Veja também

Please reload