Um dia na Serra Catarinense

05.07.2017

Oiii, agora sim estamos sentindo que o inverno chegou, né? (sim, nós aqui do Sul e Sudeste do Brasil rs). Tem gente que não gosta, mas que esse friozinho é bem gostosim, ah, ele é.

 

Ele é bom para váááárias coisas, tipo: ficar embaixo das cobertas assistindo filminho, séries; comer (quem consegue fazer dieta no inverno???); tomar vinho; chocolate quente; ficar sentadinho (a) ao lado de uma lareira, fogueira; festas juninas; e passear, claro! Tem lugares incríveis pra gente aproveitar, principalmente agora no inverno. Aqui no Sul, a Serra Catarinense e a Gaúcha dão um banho. E eu aproveitei o domingão para prestigiar alguns pontos turísticos aqui de Santa Catarina.

 

Para quem não me conhece, eu sou jornalista e não tenho muuuuito tempo disponível, mas sempre dou um jeitinho e quero compartilhar com vocês um passeio “bate a volta” por alguns lugares lindos da nossa Serra.

 

Saímos de casa 8 da manhã e seguimos rumo à Serra. Fomos pela BR-282. O dia estava incrivelmente lindo, São Pedro deu aquela caprichada!!! Valeu, amigão!!!

 

 Olha que lindooo <3

 

A nossa primeira parada foi bem pertinho, na Gruta Nossa Senhora de Lourdes, na Vargem Grande, Águas Mornas. Oração para agradecer por tudo e pedir uma boa viagem :)

 

 

 Gruta Nossa Senhora de Lourdes

 

Ah, gente, antes preciso confessar uma coisinha: eu sempre tive muito medo de pegar a estrada em direção à Serra Catarinense, passar por ali, sem ser pista duplicada, curvas, serra, sempre me dá muito medo. E como o meu amigo Neguinho, esposo da minha afilhada Carolina, já conhecia bem a estrada, aproveitei para ir com eles. E foi muuuuito tranquilo (mesmo com a neblina que pegamos na Serra do Rio do Rastro... Já conto sobre isso rs)

 

 Bem-Vindo à Serra Catarinense

 

 Tudo na tranquilidade

 Flash´s pelo caminho em Rancho Queimado... Quase não gosto rs

 

 Eu, a princesinha Valentina e os raios de sol <3

 

E inclusive por ele conhecer bem por ali, ele nos levou em alguns lugares que eu não conhecia, como o Morro da Boa Vista, em Rancho Queimado. A estrada de acesso não é muito boa, não é asfaltada, mas se o tempo estiver bom, dá para subir tranquilamente. E a visão lá de cima, é INCRÍVELLLLL!!!! A altitude por lá é acima de 1.200m e para quem curte contemplar a natureza é um prato cheio. Nós apenas paramos um pouquinho, mas se você tiver tempo de ficar lá curtindo o visual, tomando um chimarrão, é um ótimo programa.

 

 A nossa primeira visão quando chegamos

 Admirando o visual

 Estrada do Morro da Boa Vista

 Na subida e na descida

 

 

De lá seguimos para Urubici, queríamos ir no Morro da Igreja e Pedra Furada, mas não foi possível :(

 

Vou contar o motivo e já deixá-los informado: para subir lá, precisa de uma autorização da ICMBio, eu só pesquisei sobre isso no sábado, até mandei e-mail, mas o e-mail com a reserva precisa ser enviado com, no mínimo, dois dias úteis de antecedência. Se não enviar, precisa contar com a sorte para ver se ainda tem vagas disponíveis. Chegamos lá 11h10 e não tinha mais.

 

Aqui tem as informações para você fazer a reserva: ICMBio 

 

Mas, até a Cascata Véu de Noiva, que fica no caminho, você pode ir sem autorização. Lá você paga R$ 5,00, por pessoa, para entrar. O acesso também é um pouco ruim, sem asfalto, com muitas pedrinhas, mas como o dia estava bom, sem chuva, sem neve, deu para seguir tranquilamente.

 

 Acesso Cascata Véu da Noiva

 

São 62 metros de queda e a água desliza suavemente. Todo aquele contraste com o verde, as rochas, a água e o céu azul encheram nossos olhos. Ah, lá tem um restaurante também. Quem for para o Morro da Igreja pode parar ali, na ida ou na volta, para o almoço.

 

 Cascata Véu da Noiva

 

 

 

 

 Os doguinhos locais <3

 

Um pouquinho da beleza local em vídeo

 

 

Depois fomos na Serra do Corvo Branco, também em Urubici, e paramos para tirar fotos no meio dos famosos paredões de pedra, que proporcionam uma visão espetacular.

 

 Serra do Corvo Branco

 

P.S. Lá foi o primeiro lugar que sentimos o friozinho mesmo. Já que, com o sol, nos outros lugares que passamos, estava um clima bem gostoso. Até sentimos calor em alguns momentos.

 

Resolvemos almoçar no centro de Urubici e fomos para a Serra do Rio do Rastro. Saímos às 14h40 de lá e seguimos pela SC-110.

 

 Pelo caminho

 

Às 15h34 passamos pela placa indicando que chegamos em Bom Jardim da Serra. No meio do caminho fomos percebendo a mudança no tempo, o céu completamente azul foi dando lugar à algumas nuvens...

 

As nuvens chegando... Mas mesmo assim é lindo <3 

 

E quando chegamos no Mirante da Serra do Rio do Rastro, às 16h16, estava tuuuuudo fechado, o céu completamente encoberto. Nem o quatis fofos deram as caras por lá :( Tristeeeeee. Mas aí simmmmm, deu para sentir o clima da Serra, friooo, neblina, todo mundo encarangado kkkk

 

 Cadê a Serra do Rio do Rastro??? rs

 Neguinho, Carolina, Valentina e eu

 Eu e a neblina no Mirante da Serra do Rio do Rastro

 

Ficamos lá apreciando um pouco a paisagem, ou o que deu para apreciar né? E depois descemos a famosa Serra do Rio do Rastro com suas curvas elegantes. Se deu medinho? Deu sim! Ainda mais com neblina. Mas fomos devagar (e sempre) e deu tudo certo! É lindo lá!!!

 

 Iniciando a descida...

 

Voltamos por Orleans até chegar na BR-101 em direção ao Litoral. Chegamos por volta das 20h30 em casa e felizes com o domingão maravilhoso que tivemos.

 

Então, gente, para quem mora na Grande Florianópolis: faça isso! Coloca a família no carro e vá passar um final de semana ou até mesmo só um dia em lugares incríveis, com paisagens lindas, vale a pena.

 

E para quem é turista ou quem tem mais tempo, vá curtir e explorar muuuuito a Serra Catarinense, tem várias pousadas, atividades, comidinhas especiais e muitos, muitos lugares de beleza naturais abençoados por Deus para você explorar.

 

Beijoka´s e até a próxima,

 

Simone Malagoli

 

Share on Facebook
Share on Twitter
Please reload

Veja também

Please reload

  • White Facebook Icon
  • White Instagram Icon
  • White Twitter Icon
  • White YouTube Icon