• White Facebook Icon
  • White Instagram Icon
  • White Twitter Icon
  • White YouTube Icon

Desbravando Malta - Sliema e o lar dos gatinhos

03.07.2018

Uma das coisas que gosto de fazer antes de viajar é um roteirinho, coloco nele os lugares que quero conhecer e as informações deste lugar e assim vou organizando direitinho o que é perto, o que é longe e tento otimizar ao máximo a viagem.

 

E muito próximo de onde eu fiquei (St Julian´s) fica a cidade de Sliema, e claro que estava no meu roteiro. Principalmente depois que descobri que por lá existe uma espécie de “lar dos gatinhos de rua”, com monumento e tudo <3

 

Olhamos no “maps” e achamos viável irmos a pé mesmo. Não tem nada melhor que conhecer os lugares caminhando. Eu gosto. Apesar de colecionar vários calos, é a melhor forma de desbravar um lugar.

 

 No caminho entre St Julian´s e Sliema

 

Ah, ainda não contei que em St Julian´s está/estava com muitas obras, por todos os lados: obras! E como Malta já tem uma cor “bege” por conta das construções, lá parece que fica mais acentuado. Mas foi só sair de lá para começar a ver cores. Primeiro, claro, passamos pelo mar de St Julian´s mesmo, pela Spinola Bay, mas depois que entramos pelas ruelas de Sliema, as cores foram dando o ar da graça através das portas e janelas coloridas e também das flores nas sacadinhas. Eu tenho um amor tão grande por isso. Ainda quero morar em uma casinha assim <3 Nem preciso dizer que a cada porta colorida eu queria tirar uma foto né? hahaha

 

 Amo muito

 Pelas ruas de Sliema

 

 

 

Outra coisa que dá para perceber é que os moradores são muito religiosos, pois em muitas casas, além das flores, tem uma imagem de um santo. Tudo muito bonitinho e delicado.

 

A religião está bem presente na cultura dos Malteses 

 

A influência britânica também está por toda a parte

 

 Olha ali a cabine vermelha famosa

 

Nós ainda paramos em um hospital, pois nossa amiga Alê tinha uma consulta no dentista e eu fiquei de boca aberta pelo “luxo” do hospital, nada lembra um hospital de verdade. Ficamos esperando em uma café que tem na entrada e a impressão era de que ali era um shopping rs.

 

 No café do hospital

 

Calçadão de Sliema

 

Logo depois chegamos no calçadão, que é famoso por sua beleza e também pelos inúmeros restaurantes, cafés e lojas. Delícia caminhar, sentindo a brisa do mar. Algo que chama a atenção também é que essa “praia” não tem areia, como estamos acostumados a ver, as pessoas pegam um bronze deitadas nas pedras mesmo, no chão, no duro mesmo. Bem, devem estar acostumadas com isso, mas não deve ser nada muito confortável rs.

 

 No calçadão de Sliema

 

 Cadê a areia? rs

 

Independence Gardens – O lar dos gatinhos

 

Claro que eu estava louca para conhecer. Pelo calçadão você vai ver um monumento grande de um gato colorido. Descendo as escadas, você já percebe vários gatinhos andando, dormindo, se espreguiçando por ali. Tão fofos, carinhosos. Eu não queria ir embora, só queria ficar ali fazendo carinho naqueles fofuxos.

 

 O monumento felino

 O lar dos gatinhos

  Não tem contas para pagar né? hehe

 

E o povo de Malta tem todo um cuidado com esses bichinhos de rua. Não só ali, mas pelas ruas você vai ver muitos gatinhos, mas todos são bem cuidados, pelo menos foi o que eu percebi. Mas nesse parque o cuidado é ainda mais especial, eles têm suas caminhas, cobertores, comidinhas, água e tudo isso de frente para o mar. Coisa linda!! Não deixem de fazer uma visitinha para os lindos felinos durante o seu passeio por Malta.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

“Perdidos” procurando a Ilha Manoel

 

Quando eu digo que caminhando a gente conhece melhor os lugares, não estou mentindo rs. Tinha lido sobre a Ilha Manoel, que além de toda a história que o envolve, de que foi construído no século 18 pelos Cavaleiros da Ordem de Malta, serviu de local para filmagem do Game of Thrones. Bem, colocamos no maps, ora perguntando para um e para outro e chegamos em um lugar meio “abandonado”, mas a parte, que ACHO que seria o forte, estava fechada.

 

 

 

 

Mas valeu pelo passeio, no caminho passamos por um lugar bem curioso, uma “vila dos patos”, mas não tinha só patos, era uma verdadeira festa dos bichinhos, gatos, patos, galinhas, tudo junto hehe

 

 

 

 

Na volta pegamos um busão mesmo, pois estávamos com o horário apertado para ir para a aula (isso virou uma rotina depois hehe).

 

Faça sua reserva no Booking através deste link e ajude o blog, você não paga nada a mais por isso. A gente agradece hehe

 

Beijos e até a próxima,

 

Simone Malagoli

 

 

 

Veja mais de Malta nos links:

 

A ida, a surpresa e os perrengues

 

Desbravando malta

 

 

 

 

Share on Facebook
Share on Twitter
Please reload

Veja também

Please reload