• White Facebook Icon
  • White Instagram Icon
  • White Twitter Icon
  • White YouTube Icon

Vale da Utopia, uma trilha paradisíaca em Palhoça

27.08.2018

Dia desses, conversando com minha amiga Léo, ela deu a ideia de reunirmos uma galera para fazer a trilha do Vale da Utopia. Minha resposta foi: boraaaaaaaa!!!

 

Eu ainda não tinha feito essa, já tinha subido alguns trechos a partir da Pinheira e outros a partir da Guarda do Embaú, mas nunca fiz um trajeto completo. Então fui dar uma pesquisadinha básica.

 

Vale da Utopia

 

O Vale da Utopia está localizado entre duas praias: a Praia do Maço e a Prainha e ainda é propriedade privada, mas você pode usufruir deste paraíso, sem pagar nada. A não ser que queira acampar ali pela Praia do Maço, aí você tem que ter a autorização antecipada e pagar uma taxa de 15,00. O telefone para contato é (48) 99608-1215.

 

Como chegar

 

O trajeto mais comum é ir pela Praia de Cima, a partir do Camping da Pinheira, na rua de frente do camping você já tem o início da trilha. Coloca aí no seu GPS “Camping Pinheira” que não vai ter erro. Por ali você vai passar por algumas cercas, casas de madeira, vai avistar algumas vaquinhas, mas é por ali mesmo, tá? rs

 

 Camping Pinheira e início da trilha pela Praia de Cima

 

Vai ter uma trecho mais íngreme e depois de uns 15 minutinhos você já estará na Praia do Maço, esse paraíso escondido no Vale da Utopia.

 

 Chegando na Praia do Maço

 

Mas nós fizemos outro caminho...

 

Optamos por iniciar nossa trilha pela Guarda do Embaú. Chegando no centrinho, fizemos a pequena trilha para o canto norte da praia, que já incrivelmente lindo, passamos pela praia, subimos em direção ao Costão.

 

 A Guardinha já encanta logo na chegada

 Mulherada trilheira

 Iniciando a caminhada

 Caminho lindo, né?

 

 

 

 

 

 

Por ali você vai ver essa placa indicando a Prainha. Nós só seguimos um pouquinho mais para frente para admirar o visual do costão e, claro, fazer algumas fotinhos. Depois voltamos ali para aquele ponto no sentido Prainha.

 

 

 

 Muitas fotinhos no costão 

 

 

 

 

O trajeto até a Prainha é bem tranquilo, bem aberto e o visual é demais!! Muito lindo!!! O dia estava ensolarado, friozinho, mas com um sol gostoso, céu azul, o mar agitado, fazendo com que as ondas quebrassem nos costões, deixando aquela espuma branca, contribuindo para um visual ainda mais incrível.

 

 

 

 

 

 

 

Passamos pela extensão de areia da praia e logo entramos num trecho um pouco mais complicado, com mata fechada e partes bem escorregadias, já que choveu ao longo da semana.

 

 Prainha

 

Trecho um pouco mais difícil 

 

Logo em seguida vem um trecho com muitas pedras e que também é necessário bastante atenção e calma para atravessá-las. Tem umas partes que você vai precisar de uma ajudinha, uma mãozinha para subir com mais facilidade.

 

 

 Essa cachorrinha simpática gosta de ser guia para os trilheiros

 

  

 

Baleias e focas

 

Ah, nós também fomos presenteados com um show das baleias no mar. E ainda uma foquinha fofa, que estava tentando escapar das baleias ficando nas pedras, mas ou era a cachorrinha latindo pra ela ou alguns ridículos (desculpa a palavra) que chegavam muito próximos para tirar fotos e acabavam mandando ela de volta para o mar, que estava muito agitado e ela acabava batendo nas pedras e tendo dificuldade para voltar para as pedras... Quase arrumei briga por lá. Fiquei chateada... Mas enfim, espero que tenha dado tudo certo para a foquinha <3

 

 

Vaquinhas

 

Passado esse trajeto de pedras, você sobe um morrinho e chega num campo bem mais aberto. E com muuuuitas vaquinhas pastando. Mas não precisa ter medo. Elas são super de boas, estão acostumadas com o povo passando por ali, nem te olham na cara hahaha. Você vai atravessar algumas porteirinhas, tá? Tranquilo, pode passar.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

E aí quando começa a descidinha tchã rããã: A Praia do Maço!! Linda, linda!!! Ali na sua frente!!!

 

 

Praia do Maço

 

Gente, lá do início da Guardinha até a praia do Maço nós levamos 2 horas, mas nós paramos bastante, tiramos muitas fotos ao longo do caminho, então posso dizer que o tempo de trilha é bem mais curto que isso. A não ser que você também faça igual a gente hehe.

 

Esse paraíso escondido entre as montanhas e com a natureza impecável vai te deixar de queixo caído. Que paisagem maravilhosa!!! Olha só esse cenário: o verde, o azul do mar e do céu, o branquinho das ondas, o colorido da vegetação... Enfim, uma combinação perfeita, de encher os olhos. Passe muito tempo ali, contemplando esse presente de Deus para você <3

 

 

Como eu já falei, é necessário pagar e pegar uma autorização antes de montar uma barraca para acampar. Mas vou dizer que vale a pena, quem sabe em uma próxima oportunidade eu acampe por ali. Veja essa foto do nosso amigo Paulo, que acampou ali. Acordar assim é demais, né?

 

 

 

 

Ah, ali só tem um bar, que é do proprietário deste terreno, mas só abre na temporada. Então leve o que você vai precisar para alimentação.

 

 Esse é o único bar, mas só abre na temporada

 Ali tem um chuveiro, oh

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

De acordo com algumas pesquisas, Floripa tem 8 mulheres para cada homem... Essa foto comprova hahaha

 

Bem, depois de apreciarmos esse cenário maravilhoso, foi hora de seguir rumo. Como nós fizemos a trilha “ao contrário”, nossa saída foi pelo início hehe

 

 

 

 Esse cenário pode ser o do início da trilha para o Vale da Utopia. Pra gente foi ao final :)

 

 

Optamos por não voltar pela trilha, voltamos caminhando pela estrada mesmo (37 minutos da praça da Pinheira até o centrinho da Guarda do Embaú).

 

 Pelo caminho...

 

Guardinha

 

Depois ainda tivemos um tempinho para aproveitar um dos muitos restaurantes da Guarda e caprichar no cardápio do almoço de domingo.

 

 

Foi um passeio incrível!!!

 

Lembre-se: vai fazer trilha? Respeite a natureza!! Preserve a vegetação e os animais. Não jogue lixo pelo caminho!

 

Vale lembrar que você deve ir com uma roupa confortável, um calçado apropriado para trilha, principalmente que não sejam lisos, pois você corre o risco de escorregar. Levar água, lanchinhos leves (frutas, sanduíches naturais, barrinhas de cereais são bem-vindos), não esqueça de passar protetor solar, de levar sua câmera/celular para fazer os melhores registros e o mais importante: leve seu sorriso!! E tenha uma ótima trilha!

 

Beijinhos e até a próxima,

 

Simone Malagoli

 

 

Vai viajar? Não esqueça de fazer sua reserva de hotel pelo Booking através do nosso link , você não paga nada a mais por isso e nos ajuda a continuar passando dicas bacanas

 

 

 

.

 

Share on Facebook
Share on Twitter
Please reload

Veja também

Please reload