• White Facebook Icon
  • White Instagram Icon
  • White Twitter Icon
  • White YouTube Icon

Istambul, um pé na Europa e o outro na Ásia

21.12.2018

Chegou a hora de conhecer a Turquia <3

 

Nessa viagem com lugares tão incríveis e diferentes, eu não poderia deixar de incluir esse país tão exótico e com tantas paisagens de tirar o fôlego. As cidades escolhidas foram Istambul e Capadócia, mas tem tantos outros lugares maravilhosos para conhecer por lá... Dizem que o litoral é sensacional, não muito badalado, mas com paisagens magníficas. Bem, isso vai ficar na minha listinha. Agora eu quero falar sobre o que vi, fiz e senti.

 

Para começar, bora para Istambul! A cidade que te permite estar entre dois continentes.

 

Istambul

 

Quando você pensa em Istambul, logo vem à sua cabeça que é um lugar onde o machismo predomina e aí pinta aquele medo de ir pra lá, principalmente se você não estiver acompanhada de homens. Nessa parte da viagem, nossos amigos homens ( o Flávio e o Fernando) não estariam juntos, por isso dei uma boa pesquisada antes de ir pra lá.

 

Pelo que percebi já mudou bastante, hoje em dia já está mais tranquilo, mas lógico, sem abusar, né? É sempre bom cuidar das roupas, das atitudes. É bom manter a discrição, blusas sem decotes e sem mostrar os ombros, usar calças, não muito justas, ou saias e vestidos longos. Em alguns lugares, como nas mesquitas, você deverá usar um lenço na cabeça. Na mesquita azul também não pode entrar de calça, lá eles emprestam uma saia longa, se você precisar.

 

As pessoas de lá, principalmente os homens, são muito gentis. De verdade. Então seja simpática também, mas sempre se dando o respeito. Perdi as contas de quantas vezes entramos em uma loja e sentamos para conversar e tomar chá, eles gostam muito disso e são bastante receptivos.

 

Nosso hotel

 

Eu sempre gosto de reservar um hotel que seja próximo dos pontos turísticos. E claro, que não sejam uma facada kkkk. Então, vou recomendar o que ficamos. Ele é do lado da Mesquita Azul e da Santa Sofia. E dá para ir caminhando para o Grand Bazaar, para a cisterna, enfim, super bem localizado. Anota aí: Hotel Península. É um hotel simples, mas atende total as necessidades, tem café da manhã com vista para as mesquitas, é muito bem centralizado, o atendimento foi ótimo. Talvez, a cortina do quarto tenha sido um ponto negativo, já que deixava o quarto um pouco claro demais. Algumas pessoas preferem o quarto mais escuro. Pra mim não foi um problema, amei tudo. Ahhh, sem contar os gatinhos que vivem ali na frente, fiquei apaixonada <3

 

 Mamãe Cat e filhinho, fofuras que moram na frente do hotel <3

 

Faça sua reserva no Hotel Península: Clique aqui

 

Nossa chegada

 

A reserva do hotel foi feita através do site do Booking e dois dias antes da nossa chegada em Istambul recebi um e-mail do hotel oferecendo o serviço de transfer no valor de 20,00 euros (no total, para as 3 pessoas). E assim foi feito.

 

 Aeroporto de Istambul Ataturk

 

O transfer nos deixou na porta do nosso hotel. Depois de deixarmos as malas nos quartos fomos reconhecer a área.

 

Ramadã

 

Sem saber, nós fomos lá na época do Ramadã, que é o nono mês do calendário islâmico, quando os muçulmanos praticam o jejum. Nosso novo amigo Salim, recepcionista do hotel, nos explicou sobre o ritual. As pessoas não podem comer, não podem beber, nem fazer amor durante o dia, apenas após o pôr do sol, que acontece às 20h30. E a Praça Sultanahmet, que é a área entre a Mesquita Azul e a Santa Sofia estava lotaaaadaaaa. As pessoas se reúnem ali, famílias inteiras. É tipo uma confraternização mesmo. Uma festa. Foi bacana estar presente e sentir um pouquinho da cultura deles.

 

 

 

 

Trocar dinheiro

 

Gente, como a moeda lá é a Lira Turca, dificilmente você vai conseguir encontrar essa moeda nas casas de câmbio do Brasil, mas quero dizer que é super fácil trocar por lá mesmo. Claro, de preferência se você estiver com Euro. Praticamente em cada esquina tem uma loja de câmbio. Ai você dá uma olhadinha no valor do câmbio nos painéis luminosos da loja e decide em qual trocar.

 

Domingo em Istambul

 

Decidimos começar pelo Grand Bazaar (Grande Bazar), pois nos falaram que a cotação por lá era melhor para trocar o dim dim, mas... Chegamos lá e demos com a cara na porta. Ou melhor, nas portas! Domingo não abre, gente! Hahaha. Ah, nós fomos caminhando a partir do nosso hotel. É uma pernadinha até lá, mas é bom para ir conhecendo.

 

 A caminho do Grand Bazaar

 

Como não rolou o Grand Bazaar, demos sequência nos locais que gostaríamos de visitar. Então seguimos para a Mesquita Azul.

 

Mesquita Azul

 

A entrada é gratuita, tinha uma fila, mas logo lá na entrada um senhor, daqueles gentis, nos ofereceu ajuda em troca de uma visita na sua loja depois (e essa visita valeu muito a pena, depois eu conto rs). E aí ele já nos levou no local para pegar as saias, já que estávamos de calça e nos levou para a entrada da mesquita. Lá entramos e passamos por um outro ambiente para tirarmos os calçados e colocar em uma saquinho, essa saquinho eles também disponibilizam lá. Você leva seu calçado junto com você, mas embaladinho.

 

 Embalando os calçados

 

Assim como do lado de fora, por dentro ela é muito linda, grandiosa, impressionante. Ah, não espere chegar em Istambul e dar de cara com uma mesquita na cor azul, ela não é dessa cor rs. Esse nome é por conta dos azulejos em seu interior, onde predomina a cor azul.

 

 

 

 

Logo após a visita, nosso amigo gentil que nos ajudou na entrada estava lá aguardando para nos levar na loja dele. Era uma loja de tapetes e lá conhecemos também o irmão dele, que ama o Brasil, vem sempre no nosso país e fala português melhor que a gente hahaha.

 

 Na loja dos nossos novos amigos turcos 

 

Passamos um bom tempo lá conversando e tomando chá (maravilhoso) e aí que entra a parte boa que citei antes. Estávamos falando sobre nossa ida para a Capadócia depois de Istambul e ele deu algumas dicas preciosas, como de não ir pra lá sem ter guia para fazer os principais passeios. E aí já nos levou na agência de turismo de um amigo, que ficava ali no mesmo prédio e ali já fechamos nosso pacote com guia e também reservamos o voo de balão por um preço bem inferior ao que tínhamos reservado (deu para cancelar). Se precisar fechar algum passeio por lá, entre em contato com o Selim da Shinytravel pelo Whatsapp +90 539 3115108  ou no Instagram @selim_shinytravel 

 

Cisterna da Basílica

 

A loja ficava quase ao lado da entrada para a Cisterna, que é outro lugar que virou ponto turístico, já que há muitos anos atrás, na época do Império Bizantino, era utilizada para armazenar a água da cidade. O valor para entrar é 20 liras turcas. Achei caro pois fiquei bem decepcionada. Pelo menos no dia que fomos, estava em reforma, não tinha água, nada... Achei um pouquinho sem graça. Tinha lido e depois também assisti o filme Inferno e tem cenas lá e estava com uma expectativa grande sobre a cisterna.

 

 

 

 

 

 

O que mais chamou a atenção lá foram as medusas, uma de lado e outra de cabeça para baixo. Eu havia lido que elas foram feitas assim para tirar o poder, mas não é confirmado que seja por isso.

 

 

 

Enfim, não deixa de ser um lugar interessante para conhecer, até porque chama a atenção suas centenas colunas de mármores iluminadas com luzes individuais, já que lá dentro é bem escuro e bem úmido, um refresco para os dias quentes. Mas se estiver com tempo contadinho em Istambul, eu tiraria a Cisterna do roteiro rs.

 

Santa Sophia (Hagia Sophia ou Santa Sofia, como preferir rs)

 

Para entrar você precisa pagar, nós pagamos 40 liras turcas e lá eles são menos exigentes com as roupas. Você não precisa cobrir a cabeça, nem tirar os sapatos, mas claro, não pode ir totalmente à vontade, com roupas curtas e decotadas.

 

 

Ela é magnífica, assim como a Mesquita Azul, que é incrível e imponente do lado de fora, ela também é riquíssima por dentro. Embora estivesse com algumas partes sendo restauradas, deu para sentir todo o poder desse lugar rico em história. Lá você pode observar vários mosaicos que foram criados ao longo dos séculos, imagens da Virgem Maria, Jesus, Santos, Imperadores, entre outros.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Eu fazendo uma boa ação e ajudando uma senhorinha. Essa subidinha da Hagia Sofia é bem escorregadia...

 

Vale dar uma boa pesquisada na história em torno da Santa Sophia e aproveitar bem a sua visita.

 

 

Onde comemos

 

Basicamente nós viramos clientes fiéis de um restaurante que era pertinho do nosso hotel, no bairro Sultanahmet, o Şiva Café & Restaurant. E quase sempre a escolha era massa hehe.

 

 

 

Ah, os doces turcos são diferentes e bem gostosinhos. Você encontra em quase toda esquina uma loja grande com esses doces.

 

 

Outra coisinha, o pessoal, principalmente dos restaurantes te imploram para entrar. Falta só te arrastarem pelos braços, juro! Mas sejam educados hehe

 

Segunda-feira

 

Na segunda-feira conseguimos conhecer o famoso Grand Bazaar. E como nosso super hotel era suuuper centralizado, fomos tirando várias fotinhos pelo caminho. O dia estava lindo e a praça mais vazia hehe.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Grand Bazaar

 

É aquilo que você imagina mesmo. Muuuuitas lojas. Muitas cores. Eu fiquei vidrada nas luminárias de lá, tão lindas, né? Todas juntas, acesas, dá um efeito tão lindo <3

 

 

Mas tem muitas outras coisas: tapetes, porcelanas, joias, roupas, calçados, uma infinidade de produtos. Delicie-se kkkk

 

P.S. Gente, esse dia nós andamos muito. Juro. Acho que nunca andei tanto na minha vida hahaha.

 

 

Do Grand Bazaar seguimos, a pé, para o terminal de onde saem os barcos que fazem a travessia para o lado asiático.

 

Ah, mas antes eu fui trollada pelos famosos vendedores de sorvete turcos hahaha

 

 Olha o vídeo kkkk

 

 

Üsküdar – Lado Asiático de Istambul

 

Uma das maravilhas de Istambul é que você pode sair da Europa e dar um pulinho na Ásia, rapidinho, coisa de 20 minutinhos.

 

Sim, nós fomos caminhando até Eminönü, ao lado da estação de tram, que é de lá que partem os bascos de passageiros comuns. E essa é uma dica bem legal para você! Pois você pode pagar super caro para fazer um passeio, mais completo, pelo Estreito de Bósforo e chegar até o outro lado ou simplesmente pode pagar 3 liras e chegar em Üsküdar em 20 minutos. Como tempo e dinheiro não estava sobrando pra gente, foi a nossa opção. E ótima opção, diga-se de passagem.

 

 

 

Não tem muito como errar, pois tem placas informando o destino do barco, mas se quiser garantir é só perguntar. Sem problemas.

 

Adorei essa travessia <3 É lindo ficar observando a parte europeia de Istambul ficando para trás enquanto o barco avança para o lado asiático, atravessando o Estreito de Bósforo, que liga o Mar de Mármara ao Mar Negro.

 

 

 

 

 

 

 

Optamos por Üsküdar por ser mais fácil de chegar e, pelo que pesquisei, é o lugar mais turístico por lá. E realmente vale a pena conhecer.

 

Chegando lá

 

Ali da estação de barcos, você de costas para ela, siga à sua direita. Por ali você já vai observar a Ponte de Bósforo e um pouquinho mais para frente você vai estar pertinho da Kiz Kulesi, a Torre de Leandro, que é um dos símbolos de Istambul, já foi um pedágio, farol e inclusive serviu de cenário para o filme 007 – O mundo não é o bastante. Tem passeios até lá para visitação, mas nós só apreciamos pelo lado de fora mesmo.

 

 Ponte de Bósforo

Kiz Kulesi, a Torre de Leandro

 

 

 

Curtimos um pouco o visual por ali e escolhemos um restaurante para almoçar. Optamos por um quase em frente da Torre, o Filizler  e eu achei muito bonitinho da parte deles, a bandeirinha do Brasil que colocaram na nossa mesa junto com a da Turquia. Eles recebem assim os turistas. Achei bem bacaninha <3

 

 

 

Com a barriguinha cheia, pegamos o barco, no mesmo terminal, para voltar para o lado europeu. Muito chique isso hehe

 

Gálata

 

Já do outro lado, adivinha? Seguimos A PÉ pela Ponte Gálata até chegarmos na Torre de Gálata. Quando eu disse que andamos muito, ninguém acreditou... Teve mais ainda haha (Tudo isso usando os mapas dos apps, tá? Coloca o endereço e se joga)

 

 Atravessando a Ponte Gálata

 

Para chegar até a torre você vai encontrar escadas e subidas pelo caminho. Jesus! Força na peruca!

 

 

 

 

A Torre Gálata é uma das mais antigas e importantes do mundo e tem uma das visões mais lindas de Istambul, do alto. Para subir você pode ir de escada ou de elevador. Fomos de elevador haha. Lá em cima admiramos a vista 360° de Istambul. Demais! Aproveitamos para tomar um café lá mesmo, com aquela vista magnífica.

 

 

 

 

 Dá para ver a Mesquita Azul e a Hagia Sophia <3

 

 Roubou a cena essa "criança" hehe

 

 

 

 

 

Taksim

 

Com se não bastasse, resolvemos andar mais um pouquinho rs. Fomos em busca de um vestido para o “look Capadócia” (tem disso rs). Minha amiga Alessandra, que já conhecia Istambul, falou da Taksim, que lá encontraríamos muitas lojas. Bora pra lá.

 

Endereço no App e pernas pra que te quero. Naquele dia os nossos mapas estavam com um pouco de raiva da gente, acho... Ele nos fez subir umas ruas muito íngremes para chegar até a Praça Taksim, safado! Haha, mas encontramos coisinhas fofas pelo caminho, olha essa fofura <3

 

 

 

Mas enfim, achamos a praça e dali tem uma das principais zonas de comércio da cidade, a Istiklal Caddesi, a Avenida da Indepêndencia. Muuuitos restaurantes, bares e lojas. Andamos muuito para encontrar um vestido. Foi uma luta. Não sei se é sempre assim, mas os vestidos que eu imaginei encontrar em Istambul, ficaram só na minha imaginação hahaha.

 

Ah, nessa rua também passa um bondinho. Todo lindinho.

 

 

Como já estava escuro e não tínhamos mais pernas para caminhar, voltamos de táxi para o hotel – Nossa como estávamos longe rsrs.

 

Jantamos no “nosso” restaurante preferido, deixamos as malas prontas para deixar Istambul no dia seguinte e dar sequência na viagem em mais um lugar dos sonhos.

 

Antes quero dizer que gostei muito de conhecer Istambul. Estar e conhecer uma cultura bem diferente da qual estamos acostumados, é sensacional. Amei dormir e acordar ouvindo o chamamento para a oração por toda a cidade. É algo que arrepia. Amei os gatinhos que moram nas ruas, mas são bem cuidados. Amei a gentileza das pessoas. Amei os chás. Amei tudo!

 

 E essas fofuras eu queria muito pra mim <3

 

Beijos e até a próxima,

 

Simone Malagoli

 

Vai viajar?

 

Não se esqueça de fazer sua reserva de hotel através do nosso link no Booking. Você não paga nada a mais por isso e nos ajuda <3

 

 

Share on Facebook
Share on Twitter
Please reload

Veja também

Please reload